Follow by Email

quarta-feira, 28 de maio de 2014

Usar o conhecimento




De acordo com o Budismo, quando conhecemos ou aprendemos alguma coisa, ela pode tornar-se um obstáculo ao nosso progresso. Se nos apegarmos ao que aprendemos como sendo a verdade absoluta, ficamos presos pelo conhecimento. Por esse motivo, temos que ser muito cautelosos com o nosso saber. Este pode vir a ser um obstáculo para a nossa transformação, a nossa felicidade. Adquirir conhecimento é como subir uma escada: a fim de galgar o degrau mais alto temos que abandonar aquele sobre o qual estamos. Se acharmos que a etapa em que nos encontramos é a mais alta, então não poderemos galgar outra mais elevada ainda.
Necessitamos de conhecimento, mas temos que usá-lo inteligentemente. Quando pensamos que o nosso conhecimento atual é supremo, o caminho adiante fica bloqueado. O Nosso conhecimento tornou-se um obstáculo. Essa maneira de encarar o conhecimento é bastante peculiar ao Budismo. Buda ensinou que não podemos apegar-nos a nada; temos de abandonar até o nosso discernimento, a nossa compreensão, o nosso conhecimento.



O pensamento está na base de tudo.
É importante colocarmos o "olho da consciência" em cada um dos nossos pensamentos. Sem compreendermos correctamente uma situação ou uma pessoa, os nossos pensamentos podem ser enganadores e criar confusão, desespero, cólera ou ódio. 
A nossa mais importante tarefa é desenvolver uma visão correcta.
Estar na "pele" do OUTRO é uma tarefa quase obrigatória para que de forma consciente saibamos Entender "tudo" o que nos rodeia.
Pensar é o melhor verbo da vida para a plasticidade neuronal
 

quinta-feira, 28 de março de 2013

A beleza é algo que não é só os olhos que podem ver...
O conhecimento é um a das formas de ver o "que é Belo"

Marisa Ferreira

sábado, 2 de fevereiro de 2013



...e o tempo passa...
as horas, os minutos ,os segundos

Olhos Azuis



Olhos felinos cor de mar
Olhos serenos cor da paz
Olhos calmos que sabem "olhar"
Olhos da alma de quem sabe ver
Olhos eternos de quem ama
Olhos azuis de quem sabe o que é VIVER.

                          Marisa Ferreira


quarta-feira, 17 de outubro de 2012

...e o Inverno espreita deixando o Outono de fora permitindo de vez em quando a Primavera dar o ar da sua graça com o calor do Verão...
Assim estamos nesta Nova Era

quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Lágrimas



               As lágrimas são as colunas duma ponte...
               A "ponte da vida"
               A ligação entre a intuição e a razão.
               Cada um passa a ponte como melhor sabe "andar"